• Artigos

A CONSCIÊNCIA DO AMOR E O SEU DESPERTAR

Por Violeta Mafra

Ter consciência do nosso propósito é, exatamente, como se ter a consciência do serviço ou missão que viemos aqui realizar.


Esta compreensão é, sem dúvida nenhuma, a maior bênção da nossa vida, é como receber um presente há muito esperado. A nossa consciência estará sempre à espera para florescer!... Eu costumo dizer aos meus alunos a “frase chave”: QUANDO O DISCÍPULO ESTIVER PRONTO, O MESTRE APARECE!


Esse milagre só ocorre quando o seu ego estiver devidamente preparado. Como tudo na vida tem seu tempo certo, assim também acontece com a nossa consciência. A nossa alma sabe exatamente o momento certo em que a nossa consciência irá desabrochar.

Podemos não ter, exatamente, a consciência do que cá viemos fazer, mas vivemos as nossas experiências espirituais até que, um dia, quando menos esperamos, surgem as descobertas “passo-a-passo” para uma maior consideração a respeito de nós mesmos: O DESPERTAR DA CONSCIÊNCIA – que, aos poucos, irá nos mostrar alguns significados do nosso real propósito.


O nosso EU sempre nos apontará caminhos que nos possibilitarão reencontrar a nossa razão da alma já que, através das nossas estradas, vamos aprendendo novas lições que são os nossos “degraus” para a elevação da nossa consciência. Cada degrau dessa subida, representa uma escala de ascensão no nosso despertar.


Amadurecer interiormente, representa acordar o “gigante” que precisa despertar para poder expandir o que é, de facto, o imenso e o único milagre: O AMOR!


Jamais despertaremos a nossa consciência se continuarmos insistindo em manter as emoções da raiva, ódio, culpa e mágoa. Estas são as “chaves” que nos mantiveram presos e perdidos num labirinto de dor e de sofrimento.


A nossa alma guarda consigo o propósito de transmutar estas chaves, através dos nossos potenciais criativos (talentos), que se multiplicam através deste despertar, ao mesmo tempo em que começa a perceber o seu interior e transformar o seu caminho, direcionado pelo comando da consciência por onde o seu propósito se realiza.


Esta experiência plena e agora quase constante, transforma-se na CONSCIÊNCIA DO AMOR. Esse AMOR CONSCIENTE, faz-nos sentirmos vivos e fortalecidos - esse AMOR ESPIRITUAL o qual eu chamo de AMOR DA ALMA.


É interessante perceber que o coração é o primeiro órgão a se formar no útero da mãe.

O AMOR DA ALMA, consciência pura do ser que nos interioriza e faz-nos enxergar a nossa real NATUREZA ESTELAR, o AMOR que transcende a matéria, que supera as injustiças porque reconhece os dois lados da existência humana (a dor e o amor). O AMOR DA ALMA, que sintoniza com o nosso divino e faz despertar o nosso melhor (potenciais) de todas as nossas existências, ele se integra sem preconceito, sem perder a sua individualidade resgatada. Desta maneira, não somos nós que nos sintonizamos com algo maior, algo maior é que nos sintoniza.


Essa consciência do amor que a alma possui, torna-se um aspeto da divindade que habita dentro de cada um de nós, desperta-nos e acorda a cada dia o propósito REAL da nossa alma.


Portanto, ative essa CONSCIÊNCIA DO AMOR na prática, pois não há nada mais valioso do que o poderoso ato de SERVIR. Sirva a todos o seu amor, ame a todos sem distinção, busque provar do AMOR para com aqueles que não se afina... é provável que perceba a maior prova desta consciência!


O primeiro grande milagre desta consciência do amor acontece sempre dentro de nós. Este é sempre inesperado. Ele inicia o seu processo através da grande pergunta: QUEM SOU EU? Começa, a partir daí, o seu milagre, uma nova estória, um novo caminho… A ÚNICA GRANDE BUSCA!



Paz Profunda,


Violeta Mafra

Contactos: 925 277 235 / 961 310 671

violetamafra@violetamafra.com.br

www.violetamafra.com.br

  • YouTube