• Artigos

AMANDO AS NOSSAS SOMBRAS ACENDEMOS EM NÓS A LUZ

Por Sílvia Torres

Quando nos questionamos acerca das nossas aprendizagens, e procuramos conscientemente aprender com as curvas do caminho é fundamental aceitar olhar dentro de nós o que desgostamos no outro. Na verdade, longe de sermos perfeitos, todos somos feitos de pequenos e numerosos defeitos que fazem de nós peças de encaixe que permitem no erro de cada um efetuar o próprio concerto.


A humildade no caminho que se constrói em cada degrau surge quando despimos a arrogância de acreditar que caímos e levantamos sempre sozinhos. Urge aceitar com gratidão a manta de retalhos que existe em nós, tecida de cicatrizes onde nos aperfeiçoamos e que em cada levantar após a queda nos fortalece tanto acompanhados quanto a sós.


Aprender requer a coragem de errar, para saber o que é ter, viver momentos de carência, para saborear e valorizar cada conquista tem que ter transmutado em conhecimento a derrota. Em vez de autojulgamento e culpa, é preciso amor-próprio e compaixão.


Ninguém tem que saber tudo. Pode sentir dor e desilusão, no entanto é preciso que se olhe de frente e aceite o que ainda falta dentro lapidar, ir dentro e transmutar causas, perdoar-se, para que renasça em si dentro do seu próprio coração. Amando as nossas sombras acendemos em nós a Luz.


Nos momentos de exaustão e cansaço é humano questionar-se acerca do que existe dentro de si… todos temos sombra e Luz… mas só alguns escolhem olhar, amar, transmutar e equilibrar esta dualidade interior para elevar-se. A escolha e o poder residem unicamente em si! Ilumine-se, entre cinzentos escolha ser um farol!



Sílvia Torres

  • YouTube