• Artigos

COMO FAZER DE 2018 O MELHOR ANO DA TUA VIDA

Por Marta Soares

Os dias passam a correr e, antes de darmos conta, começamos a perceber que todos os nossos grandes sonhos foram ficando para trás, para darem espaço às tarefas rotineiras do dia a dia.


Há uns dias, uma cliente, ao ver as conquistas dos últimos meses, comenta com orgulho “esta é a primeira vez, em muito tempo, que não sinto que o ano anterior foi um desperdício”. Mas o que aconteceu com ela o ano passado que não aconteceu nos anos anteriores?


Mudou o paradigma! Em vez de ver a vida a passar-lhe à frente dos olhos e aceitar a rotina do dia a dia, iniciou um processo pessoal com o objetivo de atingir os objetivos que há muito estavam guardados dentro da gaveta.


Mas como se faz esta mudança de paradigma?


Esta mudança dá-se quando o conforto da tua situação atual já não é desculpa para evitares a mudança. Deixa-me explicar por outras palavras: imagina que tenho um objetivo muito bem definido na minha cabeça. Sei o que quero, quando quero e como quero atingir esse objetivo, mas algo me impede de ir atrás dele. Posso até nem ter coragem para dar o primeiro passo, dando desculpas, umas atrás das outras, para não encontrar as soluções que necessito para iniciar.


O que me impede então? Impede-me o conforto ou segurança da situação atual. Por muito má que seja, há algo que a minha situação atual me traz de positivo que me está a impedir de mudar. Pode ser a segurança financeira (por exemplo, do emprego atual vs a insegurança de um novo emprego), pode ser o medo do que as pessoas possam pensar, o medo da solidão, pode até ser o medo de que a decisão prejudique a família ou os filhos. As desculpas estão geralmente associadas a medo ou a crenças limitadoras (“não sei se sou capaz”, “não tenho as competências necessárias”, “não vou encontrar mais ninguém que me queira”…).


Se te identificas, deixa-me já dar-te os parabéns! Significa que já tomaste a consciência de que te estás a autosabotar. E ter essa consciência é meio caminho andado para começares a dar os passos na direção certa.


Queres mudar o teu paradigma? Então mãos à obra…


Vamos começar por definir o que queres atingir em 2018. Sugiro-te que pegues numa folha de papel e escrevas uma lista de tudo o que queres conquistar este ano.


Por exemplo,

· Fazer o plano de negócios para um projeto profissional

· Conhecer Roma

· Saltar de paraquedas

· Ir ao ginásio 3x por semana

· Aprender uma nova língua


Estes pontos são, efetivamente, coisas que queres fazer, mas não são ainda objetivos. Para serem objetivos, deverás ser capaz de responder a algumas questões: como?, quando? (ou a partir de quando?), como sei que atingi o objetivo?, etc..


Por exemplo, tornando em objetivo “aprender uma nova língua” ficará algo como:

· O quê? - aprender italiano

· Como sei que atingi o objetivo? - obter certificado do nível B1 (pelo menos)

· A partir de quando? - a partir de março

· Como? - na escola X


Quando começas a definir cada um dos teus “desejos” ou sonhos em formato de objetivo, tornam-se mais claros e mais fáceis de iniciar. Mas, depois de termos os nossos objetivos muito bem definidos, ainda assim há travões à mudança e as desculpas existem frequentemente. Utilizando o mesmo exemplo, poderás responder que o curso é caro ou que vai ocupar muito tempo de deslocação ou muito tempo de estudo, ou 300 outras desculpas que podes inventar para não dares o passo.


Então o que fazer nesses casos? É agora que te apresento a ferramenta das soluções criativas: por cada desculpa, lanço-te agora o desafio de que procures pelo menos 20 soluções diferentes para ultrapassar essa mesma desculpa. Sim! É só mesmo isso!...

Quando começas a reprogramar o teu cérebro para se focar nas soluções em vez de se focar nos problemas, começas a encontrar as respostas que há muito aguardas.


Utilizando o mesmo exemplo, se o curso é caro para ti, a pergunta é: como fazer o curso sem prejudicar as minhas finanças? Tenho a certeza que estás a ler esta pergunta e já estás a pensar em várias soluções: procurar cursos gratuitos, procurar cursos online, vender algo que me dê o valor do curso, etc… (é mais fácil quando não são os nossos problemas, não é?)


Então de que estás à espera? Está na hora de procurares as soluções para as desculpas que tens vindo a dar para não atingires os teus objetivos. Não compliques, muito menos procures desculpas para não fazer este exercício… E se, eventualmente, não encontras as respostas que procuras, pede ajuda aos teus amigos e familiares. Eles te vão ajudar-te a pensar fora da caixa.


E, se te sentires com coragem, envia-me uma mensagem ou email a dizer como foi fazer este exercício.



Marta Soares

Inner Journey Coaching

Life Coach & Formadora

www.martasoares.pt | martasoares@martasoares.pt | Tlm: 965470324 | Facebook: @innerjourneycoach

  • YouTube