• Artigos

HUMAN DESIGN SYSTEM: O DESIGN DA NOSSA UNICIDADE (PARTE 2)

Texto de Cristina Oliveira

A informação mais fascinante e fundamental do Human Design assenta no tipo. Apesar da nossa ideia da imensa complexidade dos milhões de seres humanos que povoam o planeta, na verdade, dividem-se em apenas 4 tipos. Saber qual é o nosso tipo e o tipo das pessoas que nos são mais próximas é imprescindível para vivermos quem somos. O tipo é a base da nossa essência.


Cada um deles tipos tem uma estratégia específica de tomar decisões, um tema para o seu Ser e um tema para o seu Não-Ser e uma pergunta mística que os alinha com a sua missão.


Os quatro tipos dividem-se em dois grandes grupos: o Grupo dos Tipos Energéticos (Manifestadores e Geradores) e o Grupo dos Tipos Não-Energéticos (Projetores e Refletores).



Os 4 tipos: Manifestadores, Geradores, Projetores e Refletores


Manifestadores: 8% da população

O Manifestador é um espírito livre, um ser incontrolável. De todos os tipos, este é o único que pode iniciar ação sem ter de esperar, bastando-lhe informar antes de agir para evitar a resistência de quem o quer controlar.

Tema do Ser: Paz.

Tema do Não-Ser: Raiva.

O Manifestador é, de todos os tipos, aquele que está desenhado para não se deixar escravizar e para causar impacto com a sua ação independente, pelo que a sua pergunta existencial é “A quem e como é que eu causo impacto?”


Geradores: 70 % da população

Os Geradores são o tipo dominante do planeta e dispõem de uma incrível vitalidade, estando desenhados para responder ao que a vida traz. Só devem disponibilizar a sua imensa energia para o que for correto para si...e só sabem o que é correto quando respondem através da linguagem emitida pelo seu centro sacral, uma linguagem que vem da profundidade das suas células e que não tem nada de mental.

O Gerador está desenhado para o trabalho, desde que seja um trabalho que ame fazer. No entanto, se não esperar para responder, acabará por disponibilizar a sua energia no trabalho errado e sentir-se-á aprisionado numa vida que o deixará profundamente frustrado.

Tema do Ser: Satisfação.

Tema do Não-Ser: Frustração.

O Gerador é, de todos os tipos, aquele que está desenhado para o autoconhecimento, pelo que a sua pergunta mística é ‘Quem sou eu?’


Projetores: 21% da população

O Projetor tem o dom de ler a energia e de ver quem é o outro. Vem desenhado para dominar sistemas e é um guia natural. Possuindo uma natural abertura à vida e combinando uma aura poderosa que foca e penetra a energia do outro, o Projetor consegue facilmente absorver e, consequentemente, conhecer quem é o outro. Mas não deve abordar os outros tipos sem que lhe tenha sido dirigido um convite expresso para tal.

A estratégia do Projetor consiste, pois, em esperar um convite sob a forma de um reconhecimento genuíno das suas capacidades específicas.

Tema do Ser: Sucesso.

Tema do Não-Ser: Amargura

O Projetor é, de todos os tipos, aquele que está desenhado para guiar o outro, pelo que a sua pergunta mística é ‘Quem é o outro?’


Refletores: 1% da população

O mais raro de todos os tipos, caracteriza-se por ter um desenho com os 9 centros em branco. Com este desenho tão aberto, o Refletor sente facilmente quem são os outros e reflete de volta a energia ao seu redor. É, por isso, muito sensível ao ambiente em que se insere. Quando não há harmonia à sua volta o Refletor pode sentir-se muito perturbado.

A sua estratégia de vida para tomar decisões é a de esperar um ciclo lunar (28 dias) porque o refletor é um ser lunar.

Tema do Ser: Surpresa ou encantamento.

Tema do Não-Ser: Desapontamento.

O Refletor está desenhado para sentir encantamento e surpresa com o mundo, pelo que a sua pergunta mística é ‘Quem é diferente?’


O Ser de 9 centros

Com a descoberta do planeta Urano em 1781, a Humanidade evoluiu do Ser de 7 chackras, que tomava decisões com base no pensamento racional, para o Ser de 9 Centros que decide de acordo com a autoridade do corpo e a estratégia do seu tipo. O medo da incapacidade de sobrevivermos no plano material faz com que a mente procure defender-nos e arranje soluções para manter o nosso corpo saudável e em funcionamento.


A mutação genética que se produziu nessa data deu lugar a um Ser que está desenhado para a expansão da consciência e para o Auto-Amor.


Os nove centros quer estejam definidos ou abertos, têm uma função mecânica, uma correspondência biológica e, através do contacto áurico, estão em constante troca energética, condicionando e recebendo condicionamento. São eles:


  1. Cabeça: pressão para pensar e fazer algo com o fluxo de pensamentos e ideias que povoam este centro. Onde podemos ser fonte de inspiração e sermos inspirados pelo mundo – correspondência com a glândula pineal;

  2. Ajna: Centro de consciência mental e de conceptualização; tendência para a racionalidade – correspondência com a pituitária. Estes dois centros juntos formam a mente;

  3. Garganta: Centro de comunicação, expressão e metamorfose – Correspondência com as glândulas tiroide e paratiroide;

  4. G: Centro do Ser, Amor, identidade e direção de vida – Correspondência com o fígado;

  5. Ego ou Coração: Centro da força de vontade, compromisso, coragem e controlo – Correspondência com o coração, timo, estômago e vesícula biliar;

  6. Esplénico ou baço: centro de consciência corporal que usa a intuição como combustível para a sobrevivência – Correspondência com o sistema linfático e imunológico;

  7. Plexo Solar: Centro de consciência emocional e expressão de todos os tipos de emoções de acordo com uma onda emocional – Correspondência com os rins, bexiga e pâncreas;

  8. Sacral: Centro dos geradores, centro da Life force, vitalidade, sexualidade, caixa de sons responsivos à vida – Correspondência com os ovários e os testículos;

  9. Raiz: Centro de pressão para o movimento do corpo, ritmos e equilíbrio Kundalini – Correspondência com as glândulas suprarrenais.

Esta ciência lógica e exata, descodifica aspetos mecânicos da tua natureza, quer ao nível da tua personalidade (quem julgas ser) como do teu código genético (associado à forma ou corpo).


Através da síntese de todos estes elementos, tens através deste sistema, um verdadeiro livro de instruções que te permite alinhares-te com a tua verdade e viveres a tua Essência.


Descobre o teu desenho e transforma a tua vida. Esta é uma viagem a ser vivida com um único objetivo: Amares-te a ti mesmo(a) como ser único que és!



Cristina Oliveira Analista de Desenho Humano credenciada pela IHDS - International Human Design School & Living your Design Guide http://www.allaboutyou-hd.com/

Tlm. 91 721 2026 All About You www.allaboutyoucentroterapeutico.com Tlm. 913 114 964

  • YouTube