• Artigos

O QUE SIGNIFICA, AFINAL, GRATIDÃO?

Por Joana Vasconcelos

Gratidão. Uma palavra que significa “sentimento de lembrança e agradecimento por um bem recebido, em relação ao autor; igual a reconhecimento; qualidade do que é grato”, segundo o dicionário Priberam. Por esta definição, subentende-se que só poderemos ser gratos a alguém ou a algo se tal for positivo para nós. Mas, será que é mesmo assim?


Na verdade, a palavra gratidão tem andado muito na “moda”, influência, talvez, da maior aceitação e divulgação das filosofias orientais, que colocam este sentimento como algo inerente para conseguirmos obter a felicidade pura.


No Reiki, por exemplo, este é um dos cinco princípios. “Só por hoje, sou grato”. Até parece algo fácil de aceitar e compreender, mas, pensando bem, como podemos aceitar certas coisas que nos acontecem na vida? Como aceitar, por exemplo, o falecimento de um familiar, amigo ou animal de estimação? É difícil, certo?


Segundo os princípios e filosofia do Reiki, devemos ser gratos por tudo o que nos acontece, seja algo bom ou mau, pois cada experiência e cada pessoa que entra na nossa vida irão tornar-nos, de alguma forma, mais fortes, mais experientes ou irão servir para crescermos enquanto seres humanos.


Mas aceitar algo menos bom que aconteça na nossa vida não é fácil, muito menos ser grato por isso. Na verdade, custa muito e, raramente, na altura em que isso acontece, conseguimos agradecer. Só conseguimos perguntar “porquê?” e a raiva e a tristeza falam, muitas vezes, mais alto. É inevitável, somos seres humanos e não somos perfeitos.


É fácil aceitar as coisas boas que a vida nos dá. Mas e as difíceis? Como agradecer as coisas más que nos acontecem ou o mal que alguém nos faz ou fez no passado? Como ser grato ao Universo quanto parece que o Universo está contra nós?


Voltando ao significado da palavra gratidão, dizem-nos que é um “sentimento de lembrança” de algo. Isso leva-me à frase de Jean-Baptiste Massieu, que dizia que “A gratidão é a memória do coração”. De facto, ambos os significados coincidem.


A gratidão é a lembrança de algo, só que, as nossas lembranças nunca são apenas positivas. Temos lembranças, muitas vezes, que até gostaríamos de esquecer, pois fazem-nos mal e lembram-nos momentos menos bons das nossas vidas.


Mas, ao recordarmos algo que nos tenha ficado marcado no coração, seja pela positiva ou pela negativa, constatamos que o que sentimos difere consoante o tempo que passou desde essa experiência. Ao longo do tempo, vamos aprendendo, muitas vezes sem nos darmos conta, a lidar com esses sentimentos e memórias e, eventualmente, a conseguimos ser gratos por isso, porque compreendemos que aprendemos algo.


Se pensarmos bem, realmente todas as experiências, boas ou más, assim como todas as pessoas que estão ou passaram, nalgum momento, pela nossa vida, trouxeram algo de diferente ou deram-nos a conhecer outra perspetiva. Se pensarmos bem, na verdade, toda a nossa vida é uma aprendizagem contínua.


Por isso, para mim, a definição de gratidão é também maturidade, experiência e tempo.


É recordar o que nos marcou e entender que lição ou aprendizagem pudemos tirar disso. É saber que tudo tem o seu propósito, mesmo que não o vejamos imediatamente.


Para mim, a gratidão não é um sentimento que seja apreendido facilmente. É um sentimento que pode levar anos até aprendermos a senti-lo verdadeiramente dentro de nós. É algo que tem de ser praticado, experimentado, tentado vezes sem conta, até se conseguir sentir verdadeiramente.


Gratidão é mais que agradecer. Gratidão é um agradecimento vindo do coração, puro, e sem qualquer desejo de retribuição. É agradecer verdadeiramente por tudo o que de bom nos acontece, bem como a lição que retiramos do menos bom.




Joana Vasconcelos

Mestre de Reiki, Cristaloterapia, Radiestesia

http://apequenareikiana.blogs.sapo.pt/

https://www.facebook.com/apequenareikiana/

  • YouTube