• Artigos

PRIMAVERA: ESTAÇÃO DA RENOVAÇÃO DA VIDA

Por Violeta Mafra

Quando penso na primavera, imagino mentalmente o desabrochar da semente que está à espera de se tornar numa linda e amorosa flor!


O verde tem o sabor do rejuvenescimento… os tons de verde espalham-se pelo campo da vida, apreciado por aqueles que se conectam com a deliciosa vontade de recomeçar e transformar.


A chuva que cai entre o Sol e o frio, expressa a força da grande mãe natureza. Aqueles que ainda estão adormecidos pelo vazio de si mesmos, não percebem a gentileza e o espetáculo que, gradativamente, rompe a terra e faz surgir a flor.


Existe agora, aos arredores deste maravilhoso cenário da vida, as flores que brotam expandindo o seu aroma e beleza para atrair os olhos dos seres que mantém tudo em perfeito equilíbrio. Neste cenário, os seres humanos conscientes podem ser comparados às abelhas a levar um novo sentido para a vida, como parte de uma orquestra sincronizada e afinada, que se vai mostrar além da beleza - a essência de tudo.


Assim como a primavera, que traz a renovação e o verdadeiro sentido da natureza, é o ser humano que traz dentro da sua alma o eterno desabrochar.


Todos os dias, temos tantos momentos importantes de oportunidades para desabrochar os nossos potenciais criativos… quando esse desabrochar não acontece, parece que uma parte de nós está a morrer.


Existe dentro de cada um, uma porta (ou uma ponte) para atravessar e encontrar, do outro lado, a nossa verdadeira condição espiritual, o propósito da nossa alma para libertar o amor reprimido.


O amor reprimido, é o amor que está do outro lado da porta (ou da ponte) guardado no cofre… em outras palavras, é um sintoma do coração fechado. Esse fechamento, esse bloqueio da energia da vida, precisa de fluir, como a primavera precisa de se expandir, soltar, liberar as sementes na terra, fazer emergir a força da natureza para que a flor rompa as suas algemas e faça desabrochar o amor.


O amor é a própria seiva da vida, faz tudo crescer e prosperar. Se o amor não circular no sistema humano, tudo adoece, apodrece e se represa… isto é a depressão.


Não existe remédio para fazer a flor se abrir, assim como também não existem remédios para alguém amar.


Costumo dizer nos meus atendimentos e cursos: Seria muito bom se pudéssemos desenvolver uma pílula para despertar o amor! Se houvesse, esta seria a pílula que curaria todas as doenças, pois o amor é um “solvente universal” para todos os males da vida!


A depressão é um sintoma do amor reprimido, do amor guardado no cofre. Um aspeto comum em todos os quadros depressivos, é o sentimento de solidão, de estar separado e, consequentemente, desprotegido. Em geral, a pessoa isola-se e deixa de se relacionar com o mundo. Muitas vezes, a pessoa faz o movimento contrário da felicidade. Procura fazer tudo para se equilibrar financeiramente, mas sem vontade de manter o que fez - porque não ama o que verdadeiramente fez.


Falta a coragem para se perguntar: o que eu quero realizar na minha vida?


Mudar, renovar, transformar, exige coragem e lealdade consigo próprio. Nem sempre o personagem da nossa vida é o protagonista!


Você cresce fisicamente, mas no aspeto emocional continua imaturo e infantil, não sai do lugar com medo de enfrentar este personagem que foi criado pelos padrões sociais à base de mentiras… de promessas de falsa felicidade!


Chega um determinado momento da sua vida que já não quer acomodar-se nesse personagem de dor, nesse adulto preso e limitador de sua própria inspiração, que não dá passagem para aquilo que a sua alma quer manifestar: o AMOR.


Sair da zona de conforto exige muita determinação e humildade para pedir ajuda (caso seja necessário). O que importa é que não deixemos passar mais uma primavera sem ativar o AMOR, sem colocar em prática a transformação das crenças limitadoras que nos impedem de “florir”.


Que nesta primavera, tu sejas o teu próprio “adubo” para fazer transformar o teu jardim!

Ama-te e reconhece-te como merecedor do teu próprio amor (autoestima).

Primeiramente, nutre, revitaliza a terra, depois, planta as mais belas flores nesse jardim da vida!


Paz profunda,




Violeta Mafra

Contactos: 925 277 235 / 961 310 671

violetamafra@violetamafra.com.br

www.violetamafra.com.br

  • YouTube