• Artigos

QUE SONHOS SÃO ESTES?

Por Ana Guerra

Temos sonhos e com isso acreditamos que tudo corre da melhor forma.

Tenho sonhos… Quando durmo e quando estou acordada.

Que sonhos são estes?


Segundo Freud, os sonhos são desejos que ficam no inconsciente, que nem sempre têm representação no consciente. Segundo a psicanálise, podemos estudar os sonhos atribuindo um significado relacionado com quem sonha. Com a ajuda da hipnose, pode descobrir alguns momentos do passado que ficaram reprimidos (no inconsciente) e que podem surgir durante o sono.


Acontecimentos diários também podem ser motivo de sonhos. Segundo Freud existem várias etapas no sono, que não vou referir de momento, e isso ajuda a entender os sonhos que temos.


Segundo uma perspectiva espiritual, os sonhos podem significar uma viagem astral, um desdobramento enquanto o nosso corpo físico repousa. Desse modo, poderemos encontrar outros significados para os nossos sonhos.


Pessoalmente, reconheço que os sonhos podem ser explicados pelas duas visões: a de Freud e a espiritual; dependendo do momento em que o sonho está a ser vivido. Mesmo em situações de estados modificados de consciência, a pessoa pode sentir que está a viver um sonho, quando não é isso que está a vivenciar, experimentar.


Aquilo que pode explicar um sonho num ser pode não ter a mesma simbologia noutra. Os meus sonhos, enquanto durmo raramente lhes encontro uma explicação. Aprendi a vivê-los de forma natural sem lhes dar demasiado dramatismo.


Ao longo do tempo, das minhas reflexões sobre o comportamento humano, criei uma teoria: a existência de sonhos e de ícones.


O que distingue um sonho de um ícone? Um sonho é algo que desejamos realizar; é uma construção, um objectivo a atingir. Enquanto, um ícone é um “sonho” que desejamos acreditar que temos para nos fazer sentir melhor connosco próprios. Ícones não se realizam, ao invés dos sonhos, que sim.


A construção de um sonho é um processo em movimento, que pode sofrer alterações na sua realização conforme as adversidades que surjam. Não é caracterizado por desistência, peço contrário, a resiliência faz parte das capacidades de quem realiza sonhos.


Outras características definem a atitude, daí o comportamento assertivo; podemos enumerar algumas: organização, disciplina, foco, saber concretamente o que se deseja, rodear-se de pessoas que estejam na mesma frequência.


Partindo deste pressuposto, podemos “pôr mãos à obra” e realizar todos os nossos sonhos. A motivação faz parte de um sonho; sem ela não é possível caminharmos.


Vamos construir sonhos? Como?


Conheces-te? Aceitas-te? Sabes o que queres?

Só desta forma o teu “futuro” pode expressar a beleza dos teus sonhos.


Depois de teres consciência destes passos, podes começar a delinear o(s) teu(s) sonho(s). Os contornos são desenhados com a informação que armazenas em ti, e transformas em conhecimento e sabedoria. Estão latejantes as cores, os perfumes, os alicerces, que precisas para erguer os teus desejos que são sonhos.


Após teres as ferramentas, contigo, podes começar a soldar, a colar, a pintar, a conjurar. Os traços tornam-se em algo palpável, a crescerem, a desenvolverem-se. A formar corpo, a tua alegria erradia, ilumina o teu caminho e o objectivo surge com um rosto.

Ao reteres a estrutura, os próximos passos são o recheio, a doçura, a desenvoltura, o movimento.


Quando me encontro nesta etapa, costumo ter a força de um leão, a sagacidade de uma raposa, a avidez de uma águia, e o fluir começa a rugir. A sincronicidade que o universo me traz, revela-se e o sonho transforma-se no objectivo, no desafio vencido!


Viver sem arte a cada passo dado é como viver sem beber na fonte. Como posso sonhar, sem me viver em pleno? Sem a entrega do meu ser em tudo o que faço?


A fome que sinto em aprender, faz com que todo o processo ao caminhar, descubra novas estratégias. A aventura do desconhecido transforma-se num sabor aliciante, fantástico.


Quando os teus sonhos têm os teus contornos, vislumbrarás que eles se realizam com maior velocidade e menos ansiedade. A assertividade que depositas em ti, descortina a solidez do que constróis com as tuas mãos.


Convido-te a saboreares a tua própria criação. Só dessa forma consegues visualizar:


"O futuro pertence àqueles que acreditam na beleza dos seus sonhos." (Eleanor Roosevelt).


Existem sonhos sem empreendedores?

Estendendo-te a minha mão, convidando-te a deliciares-te com o sonho que vamos construir juntos.



Ana Guerra

Terapeuta Holística - Magnified Healing

Email: sonhodumavida@gmail.com

Facebook: Sonho De Uma Vida

sonhodumavida.blogspot.pt/

portugalholistico.com/anaguerra



A escritora não aderiu ao acordo ortográfico


  • YouTube